X|Fechar

BUSCA  »    Procurar:      Seção:    

  

ED#4-56.jpg

Data especial no calendário, o padroeiro da Irlanda é responsável por trazer o cristianismo ao país e é homenageado com muita cerveja.


17 de março é dia de Saint Patrick! Dia de beber cerveja, comemorar com os amigos e usar verde. Dia de beber Guinness, muita Guinness. Mas por quê? Nascida na Irlanda e comemorado no mundo inteiro, a data é uma homenagem ao santo padroeiro da igreja católica na Irlanda – Saint Patrick.
Embora seja uma festa religiosa, a comemoração é marcada por festas com fortes referências ao país europeu – a cor verde, o rock’n’roll, as comidas e bebidas típicas e a Guinness. Você deve estar se perguntando: qual a relação entre St. Patrick’s Day e a Guinnes? “A Guinness, assim como St Patrick’s, é um ícone da Irlanda. Para se ter uma idéia, a Guinness Storehouse é o local turístico mais visitado em Dublin, capital da Irlanda. No entanto, o consumo dela na data foi criado espontaneamente pelo consumidor”, informa Alessandra Liberman, gerente de inovação da importadora da Guinness no Brasil.
Além da cerveja, da cor verde e do rock’n’roll, todos os anos são realizados desfiles no dia de St. Patrick. O primeiro, diferente do que se pensa, foi feito nos
EUA por soldados irlandeses que serviam no país. Eles marcharam com música tradicional, gaitas de foles e tambores pela cidade de Nova Iorque em 17 de
março de 1762. O desfile os auxiliou a se conectarem com suas tradições e a se sentirem irlandeses, mesmo residindo em outro país.
Os participantes foram chamados de bêbados e violentos pelos jornais americanos. Porém, alguns anos depois floresceu o patriotismo irlandês entre os imigrantes nos EUA e, em 1848, sociedades irlando-novaiorquinas decidiram unir todos os
desfiles comemorativos de St. Patrick. Hoje o desfile mais antigo do mundo tem em torno de 150 mil participantes. 

Volta ao mundo 
O dia de St. Patrick não é comemorado apenas nos EUA. Na Irlanda, país originário da festa, a data é uma comemoração religiosa – aniversário de morte de St. Patrick. Os irlandeses costumam ir à igreja pela manhã e durante a tarde celebram com dança, bebidas alcoólicas e uma tradicional refeição irlandesa: bacon e repolho.
Até os anos setenta, as leis irlandesas fechavam todos os pubs nesse dia. Hoje a data é uma oportunidade para passeios turísticos e para mostrar o país para o resto do mundo. Em Dublin é realizado inclusive um festival comemorativo com desfiles, shows de música e de pirofagia, assim como espetáculos de teatro ao ar livre. Milhares de pessoas com roupas verdes, chapéus de St. Patrick, carregando
bandeiras do país e com muito alto astral participam dessa festa, que é regada a Guinness. Estima-se que a festa reúna mais de 1.5 milhões de pessoas, sendo 40
mil de fora da Irlanda.
Chicago (EUA) também é famosa por sua comemoração: o tingimento do rio Chicago de verde, tradição iniciada em 1962, quando foram jogados um pouco mais de 45 kg de vegetais verdes no rio, o suficiente para manter a cor por uma semana. Hoje, eles jogam apenas cerca de 20 kg, o que muda a cor do rio por poucas horas. 
A América do Norte é a casa das grandes celebrações de St. Patrick, tendo em torno de cem desfiles. Até mesmo porque, só nos EUA, há 36.5 milhões de americanos descendentes de irlandeses, número quase nove vezes maior que a população da Irlanda (em torno de quatro milhões).
Embora na América do Norte sejam realizadas grandes celebrações, a data também é comemorada no Japão, em Singapura, na Rússia, na Austrália e em muitos outros países, somando aproximadamente 150. No Brasil o St. Patrick’s Day também é muito comemorado. 
Neste ano, a Diageo, importadora da Guinness, juntamente com pubs irlandeses e casas que comercializam o chope da tradicional marca de cerveja irlandesa fizeram uma grande comemoração, que contou com a participação de muitas pessoas. A novidade é que, além do tradicional chope Guinness, as cervejas Harp e Killnes, integrantes do Clã Guinnes, também foram acrescentadas à comemoração.
Nos dias 14 e 15 (fim de semana que antecedeu o dia de St. Patrick), foi realizado o circuito Clã Guinness St. Patrick’s Day. Foram dez bares participantes e três
vans, que percorreram o trajeto entre os bares levando os participantes de um lugar a outro durante oito horas seguidas em cada dia.
Segundo a gerente de Marketing de Inovação da importadora da Guinness, Alessandra Liberman, fora do Brasil as festas normalmente ocorrem nas ruas e os
consumidores passeiam de bar em bar; em São Paulo, porém, as distâncias dificultam esse comportamento.
“Para ajudar os festeiros, colocamos vans para fazer o percurso entre os bares, uma tradição tipicamente irlandesa. Além disso, todas as pessoas que pegaram ‘carona’ nas vans do Clã Guinness ganharam desconto de cinco reais em uma corrida de táxi para que se divertissem com consciência. Afinal bebida e direção não combinam”, diz Alessandra. 
Os bares que participaram do evento foram decorados com a ‘cara’ da Irlanda e todos os participantes que consumissem cinco cervejas do Clã Guinness (Guinness,
Harp e Kilkenny) podiam adquirir a camiseta Guinness estilo Rúgbi (esporte oficial da Irlanda) produzida apenas para o St. Patrick’s Day.
Segundo Alessandra, a iniciativa foi bastante positiva. “O serviço de vans foi bastante usado. Elas conseguiram criar um movimento entre os bares, além de levar
consumidores a bares que eles não conheciam. E ainda fizeram com que cada consumidor, ao receber o voucher de descontos nos táxis, pudesse refletir sobre o consumo consciente”.
Opinião compartilhada por Edu Passarelli, um dos sócios da Forneria Melograno. “A comemoração de St Patrick`s foi ótima. A casa ficou cheia nos dois dias, e sempre com muita animação e Guinness!!! A ação funcionou muito bem e tive a oportunidade de receber novos clientes na casa”. 

A comemoração
 
Embora seja originariamente um feriado católico, o dia de St. Patrick, ao contrário das costumeiras comemorações religiosas, é celebrado com cerveja e uso da cor verde - típica do país. Além da cor, muitas outras coisas são consideradas ícones da festa. Uma das mais tradicionais é o trevo de três folhas, que se refere à lenda de que St. Patrick usava-o para explicar a santíssima trindade – Pai, Filho e Espírito Santo. Por isso seus seguidores adotaram o costume de usar um trevo nesse dia festivo.
Além do trevo, o chope verde e a cerveja Guinness são quase “obrigatórios” para comemorar a festa. E como cerveja é obrigatório, com exceção de restaurantes e pubs, quase todos os outros negócios fecham em 17 de março na Irlanda. Outra coisa importante na comemoração é a cerveja verde, uma mistura de chope com xarope de maça verde e que é bastante popular entre as mulheres.

ED#4-57.jpg

BEERLIFE NO MUNDO DIGITAL

           
© 2014 Beerlife - Todos os direitos reservados